Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

03
Mar15

Apanhei um taxi antes da meia-noite...

Diz que Estuda

Podia ter sido uma constipação...mas não!

Fui jantar à casa de umas amigas bem lá longe da minha rua. Fui de autocarro e vim de metro até ao local mais próximo da minha casa no entanto, ainda me faltavam uns 20 minutos se fosse a pé. Tendo em conta que era quase meia-noite e que estava sozinha, arriscar e ir para casa sozinha podia não correr bem. 

 

Telefonei para uma empresa de táxis e o senhor que me atendeu apesar de arrogante apareceu à minha frente em menos de 5 min. Entrei, disse-lhe boa noite e disse-lhe as direcções. Ele, homem já com mais de 50 anos, cabelo e bigode brancos, mais para o magro, com óculos e voz de bagaço mal me dirigiu a palavra e mais parecia estar a fazer um frete. Começou por ignorar um cruzamento que ia mais rapidamente ter à minha rua e percebi logo que me ia levar pelo caminho mais longo.

Paramos num semáforo e ele olhou mesmo à descarada para as minhas mamas (para que conste, eu tinha o casaco bem apertado até ao pescoço e era largo) e eu sem me preocupar se estava a dar ou não nas vistas olhei mesmo à descarada para as minhas mamas também. Nesse instante vi que desviou a cara para o semáforo que ainda estava vermelho e eu comecei logo a pensar onde o ia mandar parar.
- Estava só a verificar se tinha posto o cinto - disse ele com uma voz imensamente rouca
Nem respondi, só puxei o cinto ainda mais para cima para que não houvessem dúvidas. Se fosse só para ver se tinha o cinto posto não teria estagnado no meu peito e não sentiria necessidade de se andar a justificar.

 

Mandei-o parar um pouco antes da minha porta porque tinha completado 5€ certos e como tinha uma nota de cinco era só entregar e escapar-me dali mas o homem carregou num botão e afinal eram 5,80€. Voltei a perguntar quanto é que era para ver se ele baixava para 5€ e não fazer de mim burra mas como insistiu que eram mais 80cent e como eu só me queria ver livre dele lá aceitei. Paguei o suplemento por uma mala que só existiu na cabeça dele. Enfim...

Saí do carro e voltei a dizer-lhe Boa noite

- "Descanse bem menina" disse-me ele com um ar mesmo prevertido.

Como ainda faltavam uns bons metro para a minha porta, reparei que ele não arrancou logo tendo ficado a fitar-me por um pedaço. 

 

Tive medo. Foi sem dúvida a minha experiencia com taxistas mais creepy de sempre. Comecei desde aí a ponderar  comprar um spray de pimenta... Para além de completamente chulada ainda tive de ser sujeita a olhares pouco inocentes. Porquê?

3 comentários

Comentar post