Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

22
Jun16

Enfermeira fofa

Diz que Estuda

Hoje conheci a enfermeira mais fofa de sempre!

Cuidou de mim sempre com uma voz meiga, alertou-me sempre sobre o procedimento e respondeu sempre a todas as minhas perguntas. Avisou-me que para a próxima me vai fazer uma maldade e que vai doer como o caraças, tudo isto num tom calmo e doce. Acreditem que faz diferença. Acreditem que vale a pena conversar com os doentes enquanto andam a apertar e a provocar dor. Passa a mensagem de que estão cientes de que estão a lidar com uma pessoa e não com um simulador. Não se riu das minhas queixas, não me respondeu mal, não me lançou um olhar matador, não fez de mim burra, não foi arrogante. Sei que há por aí muito boas enfermeiras mas a minha sorte sempre me pôs gente estúpida à frente. E sabem que mais? Até me tremem as mãos quando as vejo no hospital.

Um grande obrigada a todas as pessoas que exercem enfermagem. Um Obrigada especial aqueles enfermeiros que para além de enfermeiros, são também verdadeiros pain relievers, em todos os sentidos. Respeito muito o vosso trabalho apesar de todas a intempéries que já vivi com enfermeiros. Mas é assim em todas as profissões, há sempre uns podres.

 

 

(Estou metida num sarilho e só hoje me apercebi que toda a minha ironia desta última semana pode vir a tornar-se realidade. Fuck. my. life.) 

 

 

19
Jun16

Foi tão inocente...

Diz que Estuda

Ontem, quando cheguei a casa, contei às minhas colegas que tinha ido ver o jogo da selecção a uma praça com um ecrã gigante. Até aqui não vemos nada de mal, o problema foi na forma como eu lhes cedi esta informação...

Fui ver o jogo da selecção e comi uma salsicha!!

Escusado será dizer que começaram num alarido e com umas gargalhadas tão altas que temi que os vizinhos me viessem bater à porta! Uma pessoa já não pode fazer um comentário sem pensar 5 vezes ou arrisca-se a ser alvo de gozo....das amigas. 

27
Mai16

Ao alcance da nossa Visão.

Diz que Estuda

E hoje apercebi-me de como não vale a pena discutir qualquer tipo de assunto com uma colega. Apercebi-me hoje do seu mecanismo e da forma como argumenta. Apercebi-me também de como os outros intervenientes não atentam à forma como não responde verdadeiramente às perguntas. Lanço uma questão que engloba um todo, a sociedade, e responde-me sobre si e o seu umbigo. 

Pergunto se não concorda que estamos todos viciados nos PCs e responde-me que o PC dela é super importante e insubstituível. Digo-lhe que vivia na mesma sem ele e responde-me que as pessoas é que tem de se controlar. Comento que há pessoas que estão a voltar à idade da pedra e repreende-me por não achar que devamos ser todos obrigados a fazer o mesmo. Mas caramba, eu não disse que éramos todos obrigados a voltar. Disse apenas que algumas pessoas tomaram essa opção. Estou só a querer debater uma decisão de outrem, que tem os seus motivos e, quem sabe, não me dá motivos também a mim. Estou só a dar a conhecer outras formas de ver o mundo e de como nós, aqui na nossa zona de conforto, não estamos a fazer nada por ele. Sim, eu vivia sem computador. Sim, eu vivia sem telemóvel. Considero-o uma prisão? Sim, considero! Mas não afirmo que seja só prejuízo porque tenho bem noção do quanto me facilita a vida. Não estou a pedir que vivas sem telemóvel, computador ou que não comas carne. Estou só a sugerir uma reflexão sobre estes assuntos. Porque nem sempre estamos certos e nem sempre estamos errados. Porque é que, de vez em quando, os outros não podem ter visões de maior alcance do que a nossa? Estou farta de pessoas obtusas, que só vêem o que querem ver. E com isto, não sei se estou farta dos outros ou se estou farta de mim mesma. Espero ter visão suficiente para vir a descobrir.

16
Mai16

Um poio de um T-rex

Diz que Estuda

Experimentem escrever "Ex boyfriend" no youtube ou no google. Sabem o que vão encontrar? Vão encontrar uma panóplia de vídeos e textos de "como fazê-lo sentir a tua falta", "bring him back", "make him notice you again" e mais e mais treta deste género que visa "ajudar" alguém desesperado. Sabem que mais? Estão a faltar textos na direcção oposta. Fiz esta pesquisa só por curiosidade e para confirmar as minhas suspeitas. O que eu precisava mesmo (se fosse daquelas pessoas que recorre à net para saber o que dizer nestas situações) era de textos "Como fazê-lo deixá-la em paz", "Como fazê-lo entender que você só quer distancia", "How to make him understand that you are no crying for him and you never were". 

 

O que aconteceu entre nós já foi há séculos e está tão enterrado, tão profundo na crosta terrestre, que se fosse um fóssil, seria certamente um poio de um T-rex.