Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

Marcador Amarelo

Porque há momentos que merecem destaque!

30
Jun16

Quero um vestido vermelho

Diz que Estuda

Depois de ouvir a letra desta música atentamente, está decidido. Tenho de comprar um vestido vermelho! *emoji a chorar de tanto rir*

What is important in a dress, 

is the woman who is wearing it...

Gosto cada vez mais dos MAGIC! :) 

 

 "She's tried on everything
Every little thing inside her closet
And she knows it's getting late
Knows that I been texting and I'm starving
Cause we been working overtime
She wants to make her night one we will remember
And I'm standing at the town
Thinking it's alright, put on whatever

But I've been on my best behaviour
Pacing back and forth
And 10 thousand lifetimes later
When she walks through the door"

22
Jun16

Enfermeira fofa

Diz que Estuda

Hoje conheci a enfermeira mais fofa de sempre!

Cuidou de mim sempre com uma voz meiga, alertou-me sempre sobre o procedimento e respondeu sempre a todas as minhas perguntas. Avisou-me que para a próxima me vai fazer uma maldade e que vai doer como o caraças, tudo isto num tom calmo e doce. Acreditem que faz diferença. Acreditem que vale a pena conversar com os doentes enquanto andam a apertar e a provocar dor. Passa a mensagem de que estão cientes de que estão a lidar com uma pessoa e não com um simulador. Não se riu das minhas queixas, não me respondeu mal, não me lançou um olhar matador, não fez de mim burra, não foi arrogante. Sei que há por aí muito boas enfermeiras mas a minha sorte sempre me pôs gente estúpida à frente. E sabem que mais? Até me tremem as mãos quando as vejo no hospital.

Um grande obrigada a todas as pessoas que exercem enfermagem. Um Obrigada especial aqueles enfermeiros que para além de enfermeiros, são também verdadeiros pain relievers, em todos os sentidos. Respeito muito o vosso trabalho apesar de todas a intempéries que já vivi com enfermeiros. Mas é assim em todas as profissões, há sempre uns podres.

 

 

(Estou metida num sarilho e só hoje me apercebi que toda a minha ironia desta última semana pode vir a tornar-se realidade. Fuck. my. life.) 

 

 

30
Abr16

Nostalgia pré-Queima

Diz que Estuda

'Nunca voltes ao lugar
Onde já foste feliz
Por muito que o coração diga
Não faças o que ele diz

Nada do que por lá vires
Será como no passado
Não queiras reacender
Um lume já apagado'

~Rui Veloso

 

A cada minuto que passa falta menos um minuto para a abertura da Queima das fitas.

Pelas redes sociais já se faz sentir a nostalgia daqueles que, no ano passado, partiram para outra etapa. Nostalgia esta que também se sente por aqueles que se deparam com mais um ano passado e menos um ano possível desta vida. Aqueles que vêem os melhores amigos a acabar os cursos já sentem saudade dos momentos que passaram juntos. Aqueles que são o motivo da existência da Queima mantém-se calados, julgo eu que amedrontados, por estar aí a Última das últimas e por tudo o que ela acarreta.

Este ano sinto algo diferente. Vejo várias pessoas que tomei como exemplo, desde caloira, a dizerem adeus a esta casa. Não sei bem o que sinto, mas que sinto Sinto!

15
Abr16

O malabarismo de hoje

Diz que Estuda

Que este tempo anda esquisito acho que todos já reparamos. Se bem que, "Abril águas mil"!

Hoje vou voltar para a minha terra natal e estou ansiosa por isso. No entanto, esta chuva e este vento não me dão grande motivação. É uma verdadeira prova de malabarismo ter de apanhar autocarros ou comboios quando se quer ir de fim-de-semana e se tem de levar malas, principalmente se estiver a chover.

Na mão direita puxo a mala de duas rodinhas pelas colinas da cidade e na mão esquerda levo o guarda-chuva que insiste em virar ao contrario à mínima brisa. É a malinha a tira colo a fazer peso contralateralmente à mala ou a mochila do computador às costas que nas subidas só me puxa é para baixo. É o casacão para o frio ou o impermeável para a chuva que passados 5 minutos de sair de casa me deixam a nadar em suor (a nadar não, a deslizar xD). São as dores nos braços ou nas costas que obrigam a trocar a posição de todas as malinhas, algumas vezes ao longo do percurso. É chegar à estação e na fila para pagar o bilhete ter várias pessoas a olhar para mim, espantadas com o meu indomável cabelo que fica todo de pé com a mínima humidade. E eu sorrir-lhes, vermelha que nem um tomate.

 

Imagem retirada da internet

 

29
Mar16

"Spoilada" pela milionésima vez!

Diz que Estuda

Não, não, não, não, nãooooooo! Mais um Spoiler????? Nãããããoooooo!!!!!!!

Acabei de soltar um berro no meu quarto e estou a conter-me tanto mas tanto para não começar aos berros que a vizinha de baixo já deve estar farta do estrondo dos meus saltos por cima do quarto dela!

Entre ontem e hoje já fui "spoilada" 5 vezes. Duas delas foram por burrice minha porque abri um link que não devia mas as outras 3 foram obra do diabo! A diferença entre ontem e hoje é que ontem estava na casa dos meus pais e berrei o que me apeteceu mas hoje estou na cidade adoptiva e não posso andar as berros ou ainda corro o risco de os vizinhos acharem que estou a ser vítima de algum tipo de violência.

E não, não vos vou dizer que serie me deixou louca.

Não vou correr o risco de ter spoilers nos comentários!

 

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

 

 

20
Jan16

Até saltou na cadeira!

Diz que Estuda

Hoje passei o dia todo enfiada na biblioteca a estudar e sabem que mais? Estudei mais hoje do que no fim de semana todo! Quero mesmo passar a este exame na época normal e por isso estou a começar a entrar num ritmo louco de estudo (mas à noite é só para descansar e ler um livrito).

 

Hoje à tarde, durante o meu estudo afincado na biblioteca, sentou-se um moço ao meu lado (mas não muito perto, não há cá conversinhas na biblioteca!). De repente, e assim do nada, soltei alto espirro! O moço, coitado, deu um salto na cadeira e nem imaginam o quanto eu tive de me conter para não começar a rir que nem uma louca. Mordi o lábio e mordi língua numa tentativa desesperada de impedir que se soltasse uma gargalhada também.